sexta-feira, 21 de julho de 2006

Meanwhile, in London...

Faço uma pausa na viagem para lhes contar o que se vai passando por aqui.
O mais notório é a onda de calor que por aqui anda, com os termómetros quase sempre acima dos 30°C.
No trabalho temos ar condicionado, por isso não custa, mas os transportes não têm. Há dias um jornal contava que tinham medido 52°C dentro de um autocarro e 47°C numa carruagem do metro! O que implica que a primeira coisa a fazer quando chego a casa, depois de 20 minutos num comboio, é tomar um duche bem fresquinho.
Mas também tem algumas vantagens. Com tanto calor, o dressing code é ainda mais aliviado e quase tudo é permitido. Ontem, por exemplo, um dos managers andava por aqui de calções e sandálias. Vir de calções não tenho lata, mas as havaianas têm marcado presença!
E vou voltando a custo ao ritmo do trabalho, ao som de uns CDs da Shakira que trouxe da Colômbia.

O fim-de-semana está à porta e vai começar com o jantar de despedida de solteira de uma paquistanesa aqui do trabalho, esta noite, num restaurante italiano com karaoke! No resto do tempo espero apanhar alguns banhos de sol num parque, bem à inglesa.

Daqui a 1 mês vou a Portugal para 2 semanas de praia e matar saudades. Mas até lá tem de ficar decidido o que vamos fazer em relação à casa, cujo contrato termina no início de Setembro. O namorado da Nayan vem viver para Londres e ela queria que ficássemos todos juntos, mas nenhum de nós tem essa vontade: no que respeita a desarrumação e cheiro a especiarias, "se uma indiana incomoda muita gente, dois indianos...". O Eduardo aguarda uma proposta da empresa, que deve passar por continuar em Londres, mas também pode implicar ir para o Chile ou para a China. O Artur continua a ir a entrevistas mas ainda não conseguiu um trabalho, por isso não sabe se fica. E eu, que tenho o futuro mais definido, fico na expectativa de ver com quem vou acabar por ficar.

E viva o Verão!

1 comentário:

Joana disse...

Hmmm..tough decision... não te esqueças de mais um factor, a constante visita dos amigos portugueses que precisam de um espaço de chão ou um sofá... falo por mim! A ver se este ano ainda te faço uma visita! :)
JM