quarta-feira, 10 de outubro de 2007

Festejos e presentes

No dia dos meus anos tive direito a vários mimos. O melhor de todos foi receber os parabéns de quase 100 pessoas no total, entre os que estiveram comigo ao vivo e os que telefonaram, mandaram sms, emails ou mensagens para o blog ou Facebook.
Desculpem a bazófia, a quantidade é irrelevante, mas não é irrelevante sentir que todas estas pessoas se têm mantido sempre por perto. Outras vão-se juntando, mas quase nenhumas desaparecem. Tenho até a mania de apontar as mensagens neste dia, e não sou o único da família a fazê-lo. Não é tanto para controlar quem falou, porque eu também me esqueço muitas vezes destas ocasiões. É um misto de patologia do guardar-registo com um ritual de auto-satisfação para usar num dia mais cinzento. Enfim, cada tolo...
Como já aqui tinha dito, uma colega apareceu no trabalho com uma caixa cheia de muffins de chocolate. Nada como ter fama (e proveito) de guloso! Com essa e mais outra, ambas australianas, fui almoçar a um restaurante brasileiro e voltámos de barriga muito cheia. E isto foi a comemoração no trabalho, sem cantoria nem beijinhos.
À noite, o jantar foi indiano com a Maria, o Eduardo e a Anne, a Nayan e o Chintan; a Sónia foi lá ter também, era parte de uma surpresa da Maria para mim mas mais ninguém pôde ir. E este jantar do núcleo duro valeu pelo dia, muito descontraído e já com bolo, velas, cantoria e beijinhos.
Os primeiros presentes tinham chegado no sábado, com o meu ex-chefe a dar-me um álbum de fotografias violeta (!) e o João e a Luísa a darem um livro sobre o comportamento dos ingleses e um calendário para eu me lembrar de Londres em 2008. À meia noite, a minha enfermeira particular deu-me um mini-kit de primeiros socorros para eu poder sobreviver aos percalços da viagem. E ao fim do dia deu-me uma T-shirt que é mesmo a minha cara: 80s BOY!
Também recebi uma encomenda da Amazon onde vinha a prenda da Ana Sofia, um livro com os highlights da América do Sul. Obrigado a todos!
Entretanto resolvi também auto-oferecer-me um presente e comprei mais um par de ténis, estes mais adaptados às caminhadas que espero fazer pelas Américas (tinha de inventar uma desculpa esfarrapada para a futilidade, não é?).
Sexta-feira há mais festa, mas continua difícil encontrar um sítio! Procuro desesperadamente um bar ou uma tasquinha barata! HELP!!!

2 comentários:

xuxidiva disse...

queres alugar um espaço? ou um bar qualquer serve?
para alugar sei de um espaço que fica na rua das pretas e que dá para alugar por 150 euros, é uma associação qualquer e tem tipo uma cozinha, com frigo ou isso. Para um ajuntamento menos private, é que não estou a a ver, agora ando muito caseira...tens o americano no cais do sodré, mas é capaz de não ser muito o teu estilo..

nes disse...

estando à procura de emprego em portugal acredito que consultes o expresso emprego com frequência, mas vi lá agora este anúncio e lembrei-me de ti: http://clix.expressoemprego.pt/scripts/vaczoeker/display-vacancy-v2.asp?VacancyID=134994