terça-feira, 3 de abril de 2007

Missão cumprida

Esta manhã tive a entrevista na Commission for Race Equality. Tinha planeado ler várias coisas sobre o assunto para me preparar, mas acabei por ir sem um conhecimento profundo - nada como ser espontâneo e ir sorrindo!
Primeiro deram-me meia hora para preparar uma apresentação baseada num cenário: um dos directores desta Comissão ia ter uma reunião com um novo conselheiro do Governo e eu tinha de lhe preparar um briefing. Depois lá entrei finalmente para uma sala com três entrevistadores. Os primeiros 10 minutos foram para esse exercício e a seguir fizeram-me as mesmas perguntas que eu já tinha respondido na candidatura, ou seja, demonstrar com exemplos da minha experiência como é que eu cumpria os 9 requisitos que eles tinham estipulado para este trabalho. E acho que não me safei mal!
Fiquei com ainda mais vontade de conseguir este trabalho. Ficaria a trabalhar num departamento que analisa as políticas do Governo e faz lobby pela não-discriminação e integração das minorias étnicas. A começar o mais depressa possível e terminar a 30 de Setembro, dia em que esta Comissão se funde com outras na nova Commission for Equality and Human Rights.
Eles ainda iam entrevistar mais 4 ou 5 pessoas, e até quinta-feira davam-me uma resposta. Só espero que a minha segunda entrevista da vida seja tão eficaz como foi a primeira...

3 comentários:

joana d'arc disse...

Olá! janao vinha aqui ha mto tempo! mas se tas interessado no posto e gostaste do que viste...mto boa sorte para o resultado! beijinho P.S. por acaso n andarás por lx não?

Vitor disse...

Caro Tiago, sou o Vitor da Amora (amigo do Dário, estivemos juntos nas JMJ de Toronto em 2002) e há bastante tempo que sigo o teu blog. Vou estar em Londres com a Sónia de 24 a 27 de Maio para o casamento de um amigo. Se estiveres por aí na altura era engraçado tomarmos uma cerveja. Que te parece ? Um abraço

Anónimo disse...

Deus queira que consigas ficar por essa magnífica cidade que é Londres, porque aqui em Portugal cada vez é maior o buraco, seja ele económico, político ou cultural, e para além do mais continuam os incessantes casos de corrupção que vão aparecendo aos poucos e que com a ajuda da blogosfera serão cada vez mais postos a nú, vem cá de férias e dá-te feliz por isso!