terça-feira, 10 de maio de 2005

O meu caminho de todos os dias



Todos os dias faço este caminho (podem clicar em cima do mapa para verem maior) nas duas direcções. Podia apanhar um autocarro, mas assim faço exercício e poupo 1,2€ para cada lado. E posso observar melhor os sítios por onde vou passando:
- o jardim da Tavistock Square, com uma estátua do Ghandi;
- o prédio onde viveu Charles Dickens, onde hoje funciona a British Medical Association;
- o jardim da Russell Square, com pequenos lagos e esplanada, rodeado de hotéis;
- restaurantes de muitas nacionalidades (italiano, grego, chinês, japonês, indiano) e vários pubs;
- uma loja de livros com desconto, como há muitas por aqui;
- um Tesco e um Sainsbury's, supermercados que seriam equivalentes ao Dia e ao Modelo, em Portugal;
- a Holborn Street, por onde passam os autocarros de dois andares mais antigos, abertos atrás para as pessoas poderem sair onde quiserem, em direcção à Oxford Street;
- várias lojas de souvenirs, roupa, electrónica, vinhos, cartões...
- uma faculdade de artes, onde vejo a nata das personagens alternativas de Londres;
- a estação de metro de Holborn, onde aproveito para espreitar os títulos dos jornais;
- a igreja católica de St. Anselm, que tem missa e confissões à hora de almoço;
- mesmo junto à Faculdade, a Old Curiosity Shop, uma loja de 1567 (dizem que é a mais antiga de Londres) que deu o nome a um romance de Charles Dickens, e que hoje é uma loja de sapatos estranhos.



São raros os dias em que não me cruzo com portugueses no caminho. Espanhóis então, nem se fala. E pessoas de todas as cores e feitios!
É isto o que eu acho mais giro de Londres!

3 comentários:

Diogo Alvim disse...

Isso merece uma visita aí a Londres :-) Até ao fim de Setembro, certo? Tenho que começar a fazer os meus planos.

Maffa disse...

Está visto... O rapaz está mesmo em exames... Só assim se explica a frequência dos Posts! q belo passeio.

Tiago disse...

1 de Setembro é quando acabo oficialmente o curso. Depois disso, ainda não sei se vou directo para casa ou se ainda fico mais um bocado.
Sim, a época de exames é sempre fértil em divagações paralelas!!